A importância das redes sociais para os profissionais da saúde

tencom-design-3

Com conteúdo assertivo e boas estratégias para redes sociais, a exposição alavanca sua empresa e gera credibilidade junto aos clientes

O marketing digital como estratégia para alavancar os negócios virou necessidade atual nas empresas que atuam em um mercado competitivo. Empreender nas redes sociais, manter uma página ou perfil de empresa na internet e conquistar novos clientes já é uma realidade conhecida por muita gente. As campanhas de mídias digitais ajudam a construir credibilidade, a fomentar autoridade em determinado segmento, a aproximar o público, parceiros e, claro, oportunidades de negócios.

Segundo o Statista, as empresas americanas investiram coletivamente cerca de U$ 7,5 bi em estratégias de mídias sociais para melhorar sua participação no mercado. Eles realmente levam a sério e, não à toa, são líderes mundiais nesses investimentos. Pois bem, com tantas cifras, cases de sucesso e enorme demanda de pessoas envolvidas na produção de conteúdo para web e no consumo vindo da internet, que argumento a mais falta para sua empresa marcar presença nas redes sociais?

Talvez a falta de identificação e exemplos próximos a sua realidade na clínica ou no consultório possa ser o início de uma resposta. Muitos ainda duvidam se vale a pena para o profissional autônomo esse investimento de tempo e dinheiro em mídias sociais. É natural. Enquanto as campanhas com injeção de milhares de reais e que integram várias plataformas, gerando enorme alcance ganham destaque em publicações especializadas e até na grande mídia, a rotina de um consultório, por exemplo, precisa de ações bem mais pontuais.

Fato é que se sua empresa ainda não está nas redes sociais, você está e, provavelmente, consumindo conteúdo de marcas e influenciadores. E isso encoraja o início, sobretudo no momento de empreender. É comum encontrar profissionais da saúde que fazem da conta pessoal na rede social uma vitrine. Isso não é de todo o mal, embora não seja indicado, muito menos sustentável. Mas vamos elaborar melhor essa estratégia (aproximando do profissionalismo) para ter um alcance mais assertivo nas ferramentas?

A experiência do Dr. Garbes Grepan com as mídias sociais se assemelha muito ao que descrevemos acima. Anos após a abertura de seu consultório e dividindo sua rede social pessoal entre amigos e possíveis clientes, a necessidade de criar uma identidade para sua marca ficou ainda mais urgente e usar as ferramentas e recursos das diferentes mídias sociais era um investimento necessário para aumentar sua autoridade diante do mercado.

“Fiz tudo absolutamente sozinho, aprendendo com meus próprios erros”, revela Garbes que atua como dentista na cidade de Itu (SP). Normalmente, essa autonomia tem um custo, seja em tempo ou dinheiro. “Usei, e ainda uso, muitas ferramentas que me ajudam a desenvolver meu perfil profissional, além de fazer cursos e mais cursos voltados a mídias digitais, captação e gerenciamento de clientes, propagandas e recursos em mídias sociais”, explica Dr Garbes.

Mesmo com objetivos semelhantes, as decisões de como gerir a presença nas redes sociais e a trajetória serão diferentes. Não existe “receita de bolo” e sim a forma correta para comunicar sua marca para SEUS clientes. Independente se você optar por contratar um social media ou seguir como autodidata, destinar parte de seu orçamento deve ser considerado um investimento, obviamente, para ações eficientes de redes sociais. O aprendizado é constante: “Pude divulgar mais meus serviços e tecnologias, tirando dúvidas e medos dos meus clientes e futuros clientes”, conta o Cirurgião – dentista e Endodontista.

A afirmação de Dr. Garbes revela ainda que as mídias sociais aumentaram a visibilidade de seu negócio e trouxe aprendizados e experiências como:

  • Alta prospecção de leads;
  • Real conversão dos leads em clientes reais;
  • Que é necessário muito empenho e fidelidade;
  • A necessidade de cursos ou acompanhamento real;
  • É preciso investir tempo e dinheiro para haver retorno, como em todos os seguimentos de qualquer profissão.

As pesquisas comprovam

Que a internet é uma rede poderosa para conectar pessoas não é nenhuma novidade, mas uma das razões pelas quais algumas empresas alcançam resultados reais nas redes sociais é saber o que e para quem falar. Pesquisas em grande ou pequena escala demonstram quem está e o que está fazendo nas redes sociais [oferecendo ou consumindo conteúdo]. Por exemplo, a pesquisa “Você entende a importância de ter uma presença digital ativa?”, realizada pela equipe da TenCom em agosto de 2017 no evento Endo Meeting Internacional, revelou que 57,1% dos entrevistados consideram NECESSÁRIO ter uma presença digital ativa, enquanto 42,9% acham MUITO IMPORTANTE. Ainda nesse grupo, composto por profissionais da área odontológica, 71,4% revela não ter site, mas que elegeram como ferramenta de SAC e interação com seus pacientes o WhatsApp, usado por 95,7% deles.

Não é surpreendente que 57,1% tenham revelado que não separa o perfil pessoal do profissional nas mídias e 85,7% dos entrevistados afirmado serem os responsáveis pela gestão das redes sociais, independentemente de serem pessoais ou profissionais, assim como aconteceu com Dr. Garbes tempos atrás.

É interessante notar que, mesmo reconhecendo a importância da presença digital, existe uma controvérsia representada pelo não investimento em redes sociais para impulsionar o profissional e sua atuação no mercado. Talvez o impulso que falte para o profissional da saúde começar seja apenas iniciar uma página profissional ou uma ferramenta que facilite o dia-a-dia, como a Tenvisu*, por exemplo.

Estamos a disposição para bater um papo e entender como podemos te ajudar a melhorar a sua presença digital.

*Tenvisu (versão beta) é uma ferramenta da Tencom para criação, edição e gestão de posts para as redes sociais.